O que fazer para declarar investimentos no imposto de renda?

Chegou o momento de declarar investimentos, e agora, o que fazer? Por meio deste artigo você vai descobrir tudo o que é necessário para executar esta tarefa de maneira prática e assim, evitar dores de cabeça no futuro.
declarar investimentos
declarar investimentos

Ao contrário do que muitos pensam, é necessário declarar investimentos no imposto de renda. Recentemente, a Receita Federal divulgou o calendário para a declaração do IR de 2021, que tem como base as movimentações do ano passado. Como de costume, todos que tiveram uma renda de tributos acima de R$ 28.559,70 durante 2020 precisam declarar.

declarar investimentos

A diferença é que quem operou na bolsa também tem obrigações com a Receita, mesmo quem não tenha conseguido lucro ou atingido o limite estipulado. Muitas pessoas se surpreenderam com essa notícia, e naturalmente começaram a surgir dúvidas sobre o tema.

Pensando nisso, decidimos preparar este artigo, reunimos uma série de informações (confiáveis) e vamos compartilhar dicas que esclarecem as principais dúvidas sobre declarar investimentos. Ou seja, você precisa nos acompanhar durante toda a leitura para ficar por dentro do que precisa fazer para acertar todas as contas com a Receita Federal. Vamos começar!

Afinal, o que é imposto de renda?

O imposto de renda nada mais é do que um tributo que é descontado com base nos ganhos das pessoas e das empresas, sendo cobrado pelo governo. O valor a ser pago é proporcional aos rendimentos que foram declarados. Ou seja, aqueles que possuem maior renda, gastam mais, e como consequência precisam pagar mais impostos.

A Receita Federal conta com uma lista que estipula tudo o que deve ser declarado, que vai desde salários, aposentadorias, até rendimentos de aluguel e os investimentos. Na declaração do IR você também pode colocar alguns dos seus custos, que serão subtraídos dos ganhos. Em outras palavras, é a famosa “dedução” que te ajudará a pagar um valor menor de imposto.

Passo a passo para declarar investimentos no IR

Agora que já tem um contexto de como funciona o tributo, ficará mais fácil entender o que é necessário para declarar investimentos no imposto de renda. O primeiro passo é reunir todos as notas que confirmam as operações que foram feitas durante o ano de 2020. Lembrando que é necessário fazer isso em todas as instituições bancárias onde fez compra e venda de ativos.

Quando tiver tudo reunido, será preciso somar as taxas ao valor das compras. Assim, poderá identificar o custo de aquisição. Ao realizar uma venda, também deverá registrar a taxa de corretagem para encontrar o lucro líquido. Vamos supor que em um mês o valor total da venda das ações seja menor que R$ 20 mil, se as operações forem ações em ouro em “swing trade” (quando a movimentação é feita em mais de 24 horas) não é necessário pagar o imposto.

Mesmo sendo isento, é muito importante anotar o resultado total do lucro mensal para informar na declaração. Da mesma forma acontece com quem investe mas acaba tendo algum tipo de prejuízo. Isso quer dizer que para evitar dores de cabeça futuras é preciso ter todos os detalhes da movimentação.

E se o resultado passar de R$ 20 mil por mês, o que eu faço?

Neste tipo de situação é preciso emitir a DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais), que é semelhante a um boleto. Ele precisa ser pago todo mês e pode ser emitido pelo programa Sicalc, disponibilizado pela própria Receita Federal. Lembrando que se o pagamento não for feito até o vencimento, haverá cobrança de juros diários.

Outro lembrete: qualquer operação que seja feita no estilo day trade (quando a compra e venda acontece no mesmo dia), e investimentos em ativos como BDRs, ETFs não possuem a isenção dos R$ 20 mil por mês. Então, também é necessário emitir a DARF.

Quanto vou precisar pagar para declarar investimentos?

declarar investimentos

A taxa pode variar, por exemplo, quem investe em operações comuns com ações e/ou outros ativos da renda variável, precisa pagar 15% de tudo o que ganhou. Agora, quem lida com movimentações day trade e fundos de investimento como o imobiliário, pode pagar 20%.

Dicas para declarar investimentos de maneira prática

É verdade que declarar investimentos não é uma tarefa fácil para todo mundo, mas agora que leu nossas orientações, sem dúvida ficará mais fácil começar o processo. Ainda assim, queremos contribuir com mais algumas dicas que podem facilitar ainda mais esta tarefa.

Não deixe para fazer a declaração no último minuto do prazo

Na verdade, essa é uma dica geral. Em outras palavras, quer dizer que não é legal deixar para fazer esta tarefa no último dia do prazo (que é em 30 de abril), precisando declarar investimentos ou não. Afinal, pode surgir algum problema durante o processo, e se o tempo estiver curto, poderá se converter em uma atividade super estressante. Melhor evitar esse tipo de problema, não acha?!

Se necessário, contrate um profissional

Hoje, existem diversos profissionais que estão capacitados para te ajudar a fazer a declaração do imposto de renda. Então, se não tiver tempo ou achar que não consegue fazer sozinho, melhor pedir uma ajuda extra. Assim, também estará evitando dores de cabeça, como perder a data limite.

Lembre-se que sonegar imposto é crime, então, leve a sério tudo que envolve declarar investimentos e outros ganhos. Ah! Quer continuar antenado com tudo que acontece no mundo das finanças? Isso é fácil, só precisa continuar navegando em nossa página, nossos conteúdos são práticos e confiáveis.