Casa Verde e Amarela: a chance da sua casa própria

O programa Casa Verde e Amarela é a maior esperança de muitos brasileiros que têm o sonho da casa própria. Neste artigo, contamos todos os detalhes!
Casa Verde e Amarela

Muitas pessoas têm o sonho da casa própria, mas devido aos altíssimos valores de aquisição, quase a totalidade das pessoas não consegue fazer um financiamento tradicional. Por isso, no programa Casa Verde e Amarela, o governo entra como fiador, o que diminui fortemente as taxas.

Aqui, o risco para o vendedor do imóvel diminui exponencialmente. Com isso, o Governo Federal contrata empreiteiras privadas para construir os imóveis. Posteriormente, através do Sistema de Financiamento Habitacional (SFH), mantido pela poupança, o governo paga os imóveis a essas empresas e vende, de forma parcelada, para a população em geral.

Também, o setor público consegue gerar empregos e ganhar dinheiro ajudando pessoas a comprar o imóvel próprio com taxas menores. Dessa forma, também, você consegue parcelas menores. Assim, todos os envolvidos saem beneficiados com o Casa Verde e Amarela. Continue lendo para obter todas as informações!

Quem pode financiar imóveis pelo programa?

Mesmo que seja um programa de governo, os recursos para o financiamento são limitados. Exatamente por isso que existem algumas regras para quem quer ter a casa própria pelo Casa Verde e Amarela. Para participar, é preciso se encaixar em todos os critérios, além de ter um valor máximo do imóvel para ser financiado.

Apesar disso, é sempre bom fazer uma simulação nos feirões do programa, que acontecem frequentemente nas maiores cidades do país. Em tese, a Caixa Econômica Federal cuida dessas operações. Segundo o banco, alguns detalhes de renda familiar são extremamente importantes para participar do Programa Casa Verde e Amarela.

Por isso, para obter o seu imóvel em área urbana, há uma escala de renda que é seguida. Famílias com renda familiar bruta de até R$2.000 podem adquirir imóveis com taxas de até 4,75% ao ano, além de contar com um subsídio de R$47.500,00. Para aquelas famílias com renda bruta de até R$4.000, o subsídio cai para R$29.000, além de ter uma taxa de juros de até 5,25% ao ano.

Para famílias que ganham entre R$4.000,01 e R$7.000, não há subsídios, mas a taxa de juros fica em 7,66% ao ano. Com isso, os juros do imóvel são menores que a taxa básica de juros da economia, a Selic, além de o Governo Federal pagar parte do valor do seu imóvel. Com isso, bancos privados dificilmente conseguem bater essas taxas, o que faz o programa ser bastante atrativo.

Por outro lado, famílias com renda bruta acima de R$7.000 não podem participar do programa, devendo buscar financiamentos comuns, sejam em bancos públicos, seja em bancos privados. Dessa forma, o Casa Verde e Amarela é destinado às famílias de rendas menores no Brasil. Vale lembrar também que o valor máximo financiado pelo programa é de R$264 mil.

Como participar do Casa Verde e Amarela?

É bastante simples participar do programa Casa Verde e Amarela. Isso porque o Governo Federal fez toda uma organização em volta do programa, juntando construtoras e entidades organizadas que tiveram autorização para fornecer o benefício. Por isso, você pode buscar o seu financiamento a qualquer momento, bastando seguir algumas regras.

De uma forma geral, você pode participar do Casa Verde e Amarela sempre que um empreendimento estiver à venda na sua cidade. Para isso, basta entrar em contato com o empreendimento e fazer a simulação diretamente com as construtoras ou com a empresa responsável. Posteriormente, você entrega a documentação na agência da Caixa mais próxima de você ou, ainda, para um Correspondente Caixa Aqui. 

Com isso, feito, o banco analisará os documentos entregues e também mostrará a você, no final do processo (em caso de aprovação), as melhores opções de financiamento disponíveis no mercado para você assinar o contrato. Apesar disso, para ter a participação no Casa Verde e Amarela aprovada, você precisa respeitar, obrigatoriamente, as faixas de renda mensal familiar. 

Por último, mas não menos importante, você pode usar o seu FGTS para fazer o pagamento das parcelas do Casa Verde e Amarela. Para isso, você precisa ter, no mínimo, 3 anos de recolhimento do fundo de garantia, não ter imóvel na mesma cidade e, também, não ter imóveis financiados no Sistema Financeiro de Habitação.

Em adição a esse benefício, você também pode ter um cartão de crédito com limite excepcional para dar conta dos seus outros gastos. Com um bom cartão, você pode mobiliar sua casa nova, decorar e deixar tudo como você sempre sonhou. Então, não esqueça de garantir tudo da melhor qualidade para você e sua família!